Ópera Cheval d'or - Segundo andar, Sala do Arcebispo

Ir em baixo

Ópera Cheval d'or - Segundo andar, Sala do Arcebispo

Mensagem  Admin em Qua Jul 02, 2014 12:05 am

A segunda porta à esquerda, a Sala do Arcebispo mostra o seu poder e elegância. No momento em que abre a porta , o visitante dá de frente para sua mesa, bem ampla, em um modelo clássico e imponente. A sala possui um fundo igualmente belo. Diante da mesa do Arcebispo, existem duas cadeiras de couro onde os visitantes podem se assentar para tratar dos mais variados negócios, especialmente a Apresentação de um recém chegado, onde Giancarlo Della’Passaglia, atual Arcebispo da cidade, decide quem tem ou não permissão para permanecer em Port-des-Anges.


Navegação: A porta está atrás da câmera
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/06/2014

Ver perfil do usuário http://bloodprelude.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ópera Cheval d'or - Segundo andar, Sala do Arcebispo

Mensagem  Anastasie Bellemare em Seg Jul 07, 2014 3:43 pm

Ana sorriu para as duas outras mulheres no recinto, com sua delicadeza habitual. Antes que Ana pudesse pensar em travar alguma conversação com as duas, a recepcionista aproximou-se. Aquilo estava sendo muito mais rápido do que esperava, não havia qualquer dúvida quanto à isso. - Oh, não há nenhum incômodo, mon cherie. Pelo contrário, muita eficiência. - respondeu, acompanhando a mulher, gostando da gentileza e cordialidade dela. A vampira era uma apreciadora dos bons modos, da gentileza e da cordialidade, fora criada assim e gostava disso. As duas caminharam por outro corredor e mais uma vez Ana viu os rostos das pinturas, sabendo, por cima, quem era. Era pinturas muito bem feitas, lembrava-se de uma que tinha em sua casa da infância, em que seus pais apareciam retratados no dia de seu casamento. Era linda. A mulher bateu na porta, quando chegaram e a abriu, Ana aguardou ali, sorrindo. - Merci! - exclamou, adentrando a sala e encarando o homem atrás da mesa. Tanto a sala, como o homem, eram agradáveis de olhar de sua própria maneira. A sala, por sua decoração impecável, o homem, por seu porte altivo. - Olá, senhor Della'Passaglia. - Ana cumprimentou, fazendo um gesto cortês com a cabeça.
avatar
Anastasie Bellemare

Mensagens : 27
Data de inscrição : 06/07/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Giancarlo - Anastasie

Mensagem  Giancarlo Della'Passaglia em Seg Jul 07, 2014 3:54 pm

Giancarlo a observou de maneira minuciosa, esboçando um pequeno sorriso de canto. Retribuiu o gesto, maneando a cabeça, e então ergueu uma das mãos, indicando que ela poderia se assentar em uma das duas cadeiras diante de sua mesa.

- Boa noite, senhorita Bellemare. Bom ver que chegou devidamente informada a nosso Arcebispado.

Ele inspirou profundamente, esperando-a se assentar. O Arcebispo apoiou os cotovelos na mesa, tocando as mãos e entrelaçando os dedos. Em seus olhos castanhos esverdeados, Ana poderia ver o peso de uma longa existência. Ele possuía uma presença instintivamente expressiva. O tipo de pessoa para quem seria difícil mentir, ou negar alguma coisa. Ele então voltou a dizer.

- Bem, temos a informação de que vem de Paris... O que a fez deixar a cidade das luzes, e mudar-se para cá, Srta Bellemare?

avatar
Giancarlo Della'Passaglia

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anastasie - Giancarlo

Mensagem  Anastasie Bellemare em Seg Jul 07, 2014 4:10 pm

Anastasie sentou-se na cadeira à esquerda da porta, quando o Arcebispo fez um gesto indicando as cadeiras e o encarou, mias controlada e normal do que de costume. Talvez fossem os novos ares, mas nesses últimos minutos, ela nem parecia a Anastasie de costume. - Um velho costume, senhor. Meu mestre que o ensinou, na verdade. Difícil mudar velhos hábitos. - falou, com uma voz pesada e uma expressão que quase demonstrava o quão velha era. Ana o observava minuciosamente, como era de seu costume, vendo os olhos castanho esverdeados, estudando sua expressão. Sorriu, ele era direto, Ana gostava disso, rodeios só deixavam tudo mais longo e enfadonho. - Ah, sim. Bem, estava em Paris há muito, muito tempo. Estava começando a chamar atenção. Não poderia deixar que isso acontecesse, não seria sensato. - por mais desequilibrada que pudesse ser às vezes, Ana tinha uma sensatez pouco comum, incutida por longos anos por Saint Clair e também pela criação rigída da classe alta francesa. - E também porque... - começou, mas sentiu-se insegura por um minuto. Não gostava de discutir seus problemas emocionais e psicológicos, mas o homem emanava um certo poder, algo que a fazia não sentir-se capaz de esconder nada dele. - Porque minha situação psicológica o exigia, para ser sincera com o senhor. Tenho meus maus momentos e as ruas conhecidas de Paris estavam deixando tudo um pouco pior. - explicou e ouviu uma risada grave em sua cabeça, totalmente debochada. Um pequeno arrepio subiu por sua coluna, mas ela o ignorou prontamente. Sua paranoia a fazia ver sombras por todos os becos escuros de sua amada Paris e ela acreditava que novas ruas podiam lhe fazer bem. - E acabei escolhendo por esta cidade porque só ouvi coisas boas sobre ela de alguns conhecidos. - acrescentou, sorrindo para ele.
avatar
Anastasie Bellemare

Mensagens : 27
Data de inscrição : 06/07/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Giancarlo - Anastasie

Mensagem  Giancarlo Della'Passaglia em Seg Jul 07, 2014 4:31 pm

Giancarlo ouviu atentamente o que Ana tinha a dizer, acenando positivamente em alguns momentos. Ele então verificou algo no notebook que estava em sua mesa, mas não demorou, voltando a atenção para ela.

- É um bom hábito. É arriscado permanecer por tanto tempo em um lugar, sendo uma figura pública. Por isso agimos através de Lacaios para manter nossa influência. São mais facilmente substituíveis do que nós.

Ele esboçou um pequeno sorriso, inspirando fundo.

- E fomos informados quanto à sua saúde mental. Parece que possui alguns episódios de descontrole... Bem, muitos de nós possuem mazelas similares. Ou diferentes, mas igualmente limitantes. Peço apenas que tente controlar suas respostas diante desses episódios, e não teremos problemas. O importante é a manutenção da Máscara. Se não revelar sua verdadeira natureza, você e nosso Arcebispado estará seguro. O que é, no final das contas, nossa meta.

Uma outra breve pausa. Ana poderia notar que ele cruzava as pernas, por trás daquela mesa, pelos movimentos feitos por seu corpo.

- Agora, quanto aos negócios... pretende estabelecer algum em sua nova cidade? Planos para o futuro?
avatar
Giancarlo Della'Passaglia

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anastasie - Giancarlo

Mensagem  Anastasie Bellemare em Seg Jul 07, 2014 4:54 pm

Ela assentiu. - De fato. - concordou. Há muito tempo perdera qualquer afeição pelos humanos. Não era cruel ou sentia prazer em matar, apenas tinha coisas mais importantes a pensar. E, sinceramente, achava sua raça mais interessante do que os frágeis humanos. Mas ainda tinha alguma lembrança de como era ser humana, o que a impedia de deixar todo o traço de humanidade de lado. Ela encolheu-se um pouco com a sinceridade dele. Seu sorriso quase vacilou, mas seu controle era maior e ela continuou o encarando. Não se sentia confortável discutindo sua saúde mental, fosse com quem fosse. Mas não tinha muita escolha naquele momento. As palavras dele, apesar de serem verdadeiras e sensatas, a incomodavam um pouco mais do que deveriam, mas ela fez seu melhor para não demonstrar nada. - Estou há quase cem anos me virando suficientemente bem, não creio que será um problema. - respondeu com humildade. Jamais chegara minimamente perto de pôr em risco A Máscara. A vantagem de ser meio maluca ou, no seu caso, totalmente maluca, é que as pessoas concentravam-se somente nisso e sinceramente, os humanos viam apenas o que lhes interessava. Viam uma garota frágil, mentalmente instável, que tinha preferência pela noite, porque assim poucas pessoas a olhariam estranho, era o que ela fazia questão de aparentar. E isso ia muito bem, sem a menor sombra de dúvidas. Ela o encarou em um longo silêncio após a última pergunta. Tinha mais dinheiro do que poderia gastar, além de propriedades e algumas empresas, herança de Saint Clair, que era um tanto excêntrico e decidira começara a vida do nada, novamente. Não precisava de mais dinheiro e não tinha condições mentais de cuidar de qualquer negócio, isso era visível. Mas gostava de manter as aparências e tinha bons serviçais trabalhando para ela. - Então, ainda não pensei muito nisso. Talvez, mais para frente, se me adaptar bem aqui, possa trazer uma de minhas academias de dança para a cidade. Mas no momento, não quero nada além de uma casa nova e uma vida tranquila, mon seigneur - respondeu, sorrindo. "- Ana, e suas apresentações? -" perguntou a voz doce que sempre a acompanhava. - Ah, de fato, mon ange. - Ana exclamou, demonstrando um sorriso de prazer legítimo. - O senhor deve ter ouvido falar que fui bailarina e às vezes ainda danço. E tenho pensado em algumas apresentações esporádicas para convidados selecionados. Não sei se é algum plano para o futuro, mas me agradaria. - comentou, sorrindente.
avatar
Anastasie Bellemare

Mensagens : 27
Data de inscrição : 06/07/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Giancarlo - Anastasie

Mensagem  Giancarlo Della'Passaglia em Seg Jul 07, 2014 7:38 pm

Giancarlo estava prestes a falar algo, quando Ana concorda com a voz em sua cabeça. Ele então passa a apenas observar a mudança no comportamento da Cainita, agora mais alegre do que antes. Se precisava ter uma noção de como funcionava a mente dela, agora poderia ver com os próprios olhos.

- Hm... essas apresentações podem ser negociadas com Anabelle Sato, que ocupa o cargo de Zelador do Elísio. Ela certamente conhece todas as casas possíveis para uma apresentação, e quem sabe, não poderia se apresentar na Ópera? Mas isso é um assunto dela, com certeza se entenderão melhor.

Ele então bateu as pontas dos dedos na mesa, voltando a falar.

- Pelo o que posso ver, tudo está em ordem. Anastasie Bellemare, eu, Giancarlo Della’Passaglia, em minha condição de Arcebispo de Port-des-Anges, concedo-lhe permissão para permanecer dentro dos limites da cidade, se alimentar de seus moradores Mortais,e constituir os negócios que a interessarem, requisitando em retorno apenas a manutenção da Máscara, seu auxílio, caso uma crise se instale. Está livre para ir, tenha uma boa noite. O próximo passo é voltar à recepção, onde deverá preencher um formulário, e então receberá uma carta contendo informações vitais para sua estadia na cidade.
avatar
Giancarlo Della'Passaglia

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Anastasie - Giancarlo

Mensagem  Anastasie Bellemare em Sex Jul 11, 2014 10:36 am

- Sim, sim, assim que estiver instalada na cidade, falarei com ela. - respondeu, alegre. Seu humor mudava mais rápido que os minutos de um relógio. Podia ir de completamente deprimida para eufórica em poucos segundos. Por sorte, no geral, estava estável. Ouviu o pequeno discurso do Arcebispo e sorriu. - Muito obrigada, mon seigneur. Tenha uma ótima noite. - respondeu, sem saber bem se poderia dizer alguma gentileza como "Espero vê-lo em breve" ou coisa assim, então decidiu não dizer, não queria parecer tola. Havia conseguido sua permissão para fixar residência na cidade, coisa que só tivera de fazer uma vez antes, algumas décadas atrás e naquela ocasião, tivera Saint Clair como o bom mentor que era. Devia tudo ao vampiro mais velho e era grata por tudo o que ele havia feito. Tivera piedade dela, quando ninguém mais tivera, lhe dera o presente da imortalidade, quando ela duvidava merecer qualquer coisa e a cuidara dela, sempre com paciência. Sabia que outras Crianças da Noite não tinham a sorte que tivera e por isso era grata. Levantou-se e fez uma pequena reverência. - Ãhn, prazer em conhecê-lo. - falou, dirigindo-se para a porta.
avatar
Anastasie Bellemare

Mensagens : 27
Data de inscrição : 06/07/2014
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Anastasie

Mensagem  Admin em Sex Jul 11, 2014 12:24 pm

Giancarlo apenas assentiu, olhando-a até que saísse da sala. Ana se depararia novamente com aquele corredor vazio, e agora, poderia ver com clareza que a última pintura, a mais moderna, tratava-se de Giancarlo, indicando que se tratavam de pinturas dos Arcebispos que passaram por aquela cidade. Cada um em sua época. Quando fosse para o Lounge, poderia notar que as duas mulheres de antes ainda estavam ali, mas dessa vez, a conversa entre elas estava mais leve, mais risonha. E o casal da recepção estava livre, com os dois conversando em voz baixa.

-----------------------------------
Continue no LOUNGE
avatar
Admin
Admin

Mensagens : 124
Data de inscrição : 30/06/2014

Ver perfil do usuário http://bloodprelude.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ópera Cheval d'or - Segundo andar, Sala do Arcebispo

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum